Foto: Aguilar Abecassis/Secom

O 29º Informe Epidemiológico de Monitoramento do Sarampo, divulgado nesta segunda-feira (24), aponta que Manaus continua com 906 casos confirmados da doença. Os casos ainda em investigação, aguardando resultado laboratorial, passaram de 6.388 para 6.508 e os descartados de 396 para 430 casos. A vacina contra a doença está disponível para pessoas na faixa etária de seis meses a 49 anos.

O secretário municipal de Saúde, Marcelo Magaldi, ressalta que os dados do Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunização (SI-PNI) mostram que a Semsa já administrou 741.624 doses de vacinas.

O número inclui tanto as doses da campanha contra sarampo, direcionada para a faixa etária de seis meses a cinco anos, que atingiu 106,9% do público alvo, quanto as ações de rotina nas Unidades de Saúde, com primeira e segunda dose, e os trabalhos de intensificação, varreduras e bloqueios vacinais.

“A vacina é a única forma de prevenção ao sarampo e a população deve fazer a sua parte procurando uma das 183 salas de vacina no município de Manaus, ou não será possível eliminar o surto da doença”, reforça Marcelo Magaldi.

Entre todas as 7.844 notificações de sarampo, que abrangem também os novos casos suspeitos, 26,8% estão na faixa etária de 20 a 29 anos, seguida da faixa etária de 15 a 19 anos (23,5%), de 30 a 49 anos (15,4%) e menores de um ano (14,3%).

Entre os 906 casos confirmados, a faixa etária mais atingida é a de menores de um ano (24,5%), seguida das faixas de 20 a 29 anos (19,9%) e de um a cinco anos (19,8%), e de 15 a 19 anos com 13,8% do total de confirmações.

Por território, o Distrito de Saúde Norte (Disa Norte) ainda apresenta o maior número de notificações com 35,8% do total. O Disa Leste vem em seguida com 32,6%, Disa Sul com 17,6%, Disa Oeste com 12,8% e Disa Rural com 1,1%.

A lista com as 183 salas de vacina do município de Manaus está disponível no site da Semsa.

Fonte: G1 Amazonas