Foi aprovado por unanimidade na Câmara Municipal de Manaus (CMM), nesta segunda-feira (8/4), Projeto de Lei que visa combater o desperdício de alimentos em supermercados, mercadinhos, açougues, distribuidoras e panificadoras.

A ideia é que estes estabelecimentos doem os alimentos perecíveis não vendidos, mas ainda consumíveis, para organizações de assistência a populações carentes ou fabricantes de adubos, sob pena de multa no valor de seis Unidades Fiscais do Município (UFM).

Segundo o presidente da CMM, vereador Joelson Silva (PSDB), um dos autores do PL, é importante que todos se conscientizem sobre o desperdício de alimentos, e que essa é uma excelente oportunidade para ajudar o próximo. “É impressionante o desperdício de alimentos em nossa cidade, podemos verificar isso in loco em alguns estabelecimentos e por isso é preciso criar políticas públicas para que se possa resgatar esses alimentos que estão bons para o consumo e mudar essa cultura de jogar comida no lixo”, enfatiza.

O projeto é de autoria dos vereadores Joelson Silva, Wallace Oliveira (Podemos) e dos ex-vereadores Plínio Valério (PSDB) e Felipe Souza (PHS).

Na justificativa do projeto é apresentado um dado da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO), mostrando que um terço dos alimentos produzidos no mundo, cerca de 1,3 bilhão de toneladas, no valor de U$750 bilhões, vai parar no lixo todos os anos, causando enorme prejuízo financeiro, social e ambiental. No Brasil existem 13 milhões de famintos e desnutridos. Apesar disso, segundo a FAO, 30% dos alimentos colhidos são jogados fora.

Fonte: Dircom/CMM