Os 12 meninos e seu treinador de futebol isolados pela água há nove dias em uma caverna inundada na Tailândia receberão alimentos para quatro meses e aulas de mergulho, anunciou a Marinha nesta terça-feira, 3. 

“Vamos nos preparar para enviar mais alimentos para ao menos quatro meses e ensinar os 13 (membros do grupo) a mergulhar, enquanto seguimos retirando a água”, informou o comandante Anand Surawan, da Marinha tailandesa.

Os meninos, com idade entre 11 e 16 anos, e seu treinados, 25, foram localizados na noite de segunda, 2 sãos e salvos – no interior da caverna, cuja saída foi bloqueada por inundações há nove dias. Mas segue chovendo muito na região, o que dificulta qualquer operação de retirada da água do complexo de cavernas. 

O grupo está debilitado. Um vídeo gravado pelos socorristas e publicado no Facebook mostra um grupo de meninos magros, vestidos com camisas de futebol sujas de lama, refugiados em uma saliência da caverna cercada pela água. 

 Os 12 meninos e seu treinador de futebol que estão presos em uma rede de cavernas na Tailândia podem precisar aprender a mergulhar ou ter que esperar meses até que as cheias retrocedam, segundo o Exército do país, envolvido na operação de resgate.