O ministro do Interior da Itália, Matteo Salvini, ironizou ontem (22) o presidente da França, Emmanuel Macron, a quem chamou de um “senhorzinho educado que se excede no champanhe”.

A declaração foi dada durante um comício em Massa, na região da Toscana, em resposta a uma frase de Macron que diz que os “populistas são a lepra da Europa”. “Ele que nos dê o número de sua Capitania dos Portos, e os próximos 10 barcos da Líbia mandaremos a Marselha”, afirmou.

Desde a posse do novo governo, em 1º de junho, a Itália vem trocando críticas públicas com a França, apesar da tentativa de reaproximação – já superada – entre o primeiro-ministro Giuseppe Conte e Macron.

Paris questionou Roma por ter fechado seus portos para navios de ONGs que operam no Mediterrâneo, enquanto a Itália critica a França por ter colocado militares para patrulhar a fronteira entre os dois países, apesar da área de livre circulação dentro da União Europeia.