O Irã afirmou nesta quinta-feira (15) que o príncipe herdeiro saudita, Mohamed bin Salman, é “pobre de espírito” após suas violentas críticas contra o número um iraniano, Ali Khamenei.

“Essas declarações não têm valor. Emanam de um pobre de espírito cheio de ilusões que só pronuncia palavras amargas e mentirosas”, declarou Bahram Ghassemi, porta-voz da diplomacia iraniano, no site do ministério.

“Um país que se colocou de joelhos, apesar de seus crimes de guerra, pelo povo cercado e sem defesa do Iêmen faria melhor em não falar do tamanho de seu exército e de sua economia”, acrescentou Ghassemi.

“Melhor controlar sua língua diante de quem é maior e sobretudo diante de um país poderoso como o Irã”, acrescentou.

A Arábia Saudita lidera a coalizão árabe que intervém militarmente no Iêmen desde março de 2015 para apoiar o regime contra uma insurreição de huthis, xiitas que recebem o apoio do Irã.

O príncipe herdeiro da Arábia Saudita advertiu em uma entrevista com a rede americana CBS que se o Irã fabricar uma arma nuclear, seu país fará o mesmo.

“A Arábia Saudita não quer adquirir nenhuma bomba nuclear, mas sem dúvida, se o Irã desenvolver uma bomba nuclear, nós também o faremos o mais rápido possível”, disse Salman em uma entrevista à CBS, que teve parte divulgada nesta quinta-feira.

O príncipe saudita de 32 anos se referiu ao líder supremo do Irã, o aiatolá Ali Khamenei, como “o novo Hitler” devido à sua ambição de expansão.