Os planos de mudar hábitos, mudar as metas e focar no que só nos faz bem sempre rola a cada primeiro mês do ano.

E não é diferente quando o assunto é o closet. Normalmente repleto de peças já sem uso ou que foram muito utilizadas, ele vai ficando abarrotado de roupas e sapatos, sem estilo e meio sem sentido.

Com o desafio de desconstruir esse amontoado de peças – a maior parte já sem utilidade –, definir um novo estilo para a cliente e criar o chamado “guarda-roupa cápsula”, super em uso nos dias atuais, a personal stylist e criadora de conteúdo digital Dila Kotinski, foi acionada.

Dila, que é especialista no tema pela Escola de Moda São Paulo, uma das mais reconhecidas do Brasil, explica que para fazer esse trabalho são necessárias três etapas: avaliação do closet da cliente, identificação do estilo da cliente, estudo do tipo físico da cliente, adequação do guarda-roupa inteligente (capsula), personal shopper e montagem dos looks.

“É uma tarde toda de análise do closet, porque é preciso que a personal stylist tenha a capacidade de deixar a cliente à vontade e, ao mesmo, a conduza a perceber as mudanças necessárias, sem impor nada”, detalha Dila Kotinski.

O processo de limpeza do closet passa pela análise dos novos estilos que a cliente quer ter ou já tem. Segundo a consultora, cada pessoa deve ter no máximo três estilos: o do trabalho, o dia a dia e o que pode ser usado em eventos, festas e afins. “Mais que isso vira uma confusão que não define a personalidade da pessoa e, o pior, sai caro para manter um closet que muitas peças que não conversam entre si”, afirma ela.

Feita limpa no closet, a consultora pede que a cliente selecione imagens de looks que ela se vê usando. A partir disso, e da análise do biótipo físico da pessoa, Dila Kotinski define os três estilos da cliente e o que lhe cai melhor. Daí é partir para as compras.

Antes disso, porém, Dila sugere looks que se encaixem nesses estilos e lista as peças de um guarda-roupa capsula. “É fundamental seguir essas etapas para que a cliente, na ânsia de montar o novo guarda-roupa, saia comprando tudo de uma vez e gastando sem necessidade”, garante.

Nas compras, Dila acompanha em três saídas em lojas diferentes, seleciona peças do guarda-roupa capsula e depois de cada um dos três estilos. Depois é montar look a look. “Monto os looks com a cliente ou sem ela, e fotografo um a um. Depois tudo é montado em uma espécie de guia para que ela saiba aproveitar o máximo as peças que possui.”

A personal stylist explica que uma pessoa pode mudar de estilos ao longo da vida e isso é muito bom, porque mudanças fazem parte da natureza humana. E, com o estilo de vestir-se, não é diferente. “A proposta desse serviço, do qual todos os famosos utilizam e mesmo as pessoas comuns, é o uso racional do vestuário e não incentivar o consumo desenfreado. Até porque, menos é mais, sempre!”