A chegada de um novo ano vem sempre acompanhada de novos sonhos e novas metas a serem alcançados. Mas, se tem uma coisa que deve estar em dia para que tenhamos fôlego para correr atrás destes resultados é a nossa saúde e, por isso, é muito importante aproveitar estes últimos dias do ano para realizar um check-up geral para entrar em 2019 com o pé direito.

Com a realização do check-up, crianças, homens e mulheres podem ter sua saúde avaliada de modo geral, além da possibilidade em terem alguma doença diagnosticada precocemente, mesmo que ela ainda não tenha manifestado quaisquer sintomas. O check-up inclui exames clínicos, de imagem e laboratoriais.

“O check-up nada mais é do que uma avaliação de saúde que engloba alguns exames com diagnóstico precoce, ou seja, para diagnosticar doenças em uma fase pré-clínica”, explica a diretora clínica do Hospital Santa Júlia, a cardiologista Símora Souza. A idade recomendada para se realizar a bateria de exames anualmente é a partir dos 40 anos, tanto para homens quanto mulheres, mas não é por isso que pacientes mais novos devem deixar de se cuidar e não ir ao médico. “Esses check-ups de rotina, querendo ou não, todos deveriam ter o hábito de fazer uma vez por ano. É fundamental mulheres realizarem um acompanhamento a partir da primeira menstruação e também os homens acima dos 18 anos”, alerta a diretora.

Os exames solicitados no check-up permitem que o médico verifique o funcionamento de alguns órgãos, como rins, fígado e coração, por exemplo, além de serem úteis na identificação de infecções e alterações no sangue, como anemia e leucemia, por exemplo. Os principais exames são glicemia em jejum, hemograma, ureia e creatinina, ácido úrico, colesterol total e frações, triglicerídeos, TGO/AST e TGP/ALT, TSH e T4 livre, fosfatase alcalina, PCR e os exames de urina e fezes. Em relação aos exames radiológicos, normalmente são solicitados pelo médico a realização de ultrassonografia abdominal, raio-X de tórax, eco e eletrocardiograma e exames oftalmológicos.

Há ainda os exames específicos. No caso das mulheres, é importante que seja realizado de forma anual, preferencialmente, o Papanicolau, colposcopia, vulvoscopia, ultrassonografia de mamas e ultrassonografia transvaginal. A partir desses exames, o ginecologista pode verificar se a mulher apresenta alguma infecção, cisto ou alteração no aparelho reprodutivo. Já para os homens, é recomendado que, a partir dos 40 anos passem a realizar a ultrassonografia de próstata e dosagem do hormônio PSA.

No caso dos fumantes, por exemplo, além dos exames normalmente solicitados, é recomendada a dosagem de alguns marcadores tumorais, como alfafetoproteína, CEA e CA 19.9, espirometria com avaliação de função respiratória, eletrocardiograma com prova de esforço e análise de expectoração com pesquisa de células cancerígenas.

No entanto, engana-se quem pensa que apenas a realização dessa bateria de exames é fundamental para se ter qualidade de vida. Símora lembra que para garantir uma vida saudável é preciso manter uma dieta balanceada e fazer atividades físicas regularmente.

“Mais do que fazer testes, é necessário estabelecer a prevenção. Deve-se mudar os hábitos para evitar o desenvolvimento de uma doença lá na frente”, adverte a diretora do Santa Júlia. Ainda de acordo com ela, uma avaliação psicológica também é essencial para verificar o risco de depressão e alcoolismo, por exemplo.

O Hospital Santa Júlia é o maior e mais completo hospital da região Norte e reúne todos os serviços médico-hospitalares, desde os serviços ambulatoriais até os serviços de alta complexidade, oferecendo a maior resolutividade. Para agendar uma consulta ou obter mais informações sobre os exames realizados no local, a unidade dispões de um contato direto, via WhatsApp (92 9 8430-7996).